quarta-feira, 4 de julho de 2012

Seleção nacional - Holanda

Próximo passo: Seleção nacional!

Todos os alunos homologados por suas respectivas IES irão competir pelas vagas do país escolhido. No caso, Holanda. 
Assim que as chamadas abrem, você pode fazer a inscrição no site do CsF (http://www.cienciasemfronteiras.cnpq.br/). Quando eu fiz, não demorou nada, só tive que fazer o upload do .pdf do histórico e do resultado do teste de proficiência. Calma, eles dão um prazo para que seu resultado da proficiência chegue! Tem tudo no edital, kkkkk leiam o edital!
O resultado estava previsto para 15 de junho, mas saiu com 2 semanas de atraso, então... tentem ficar calmos, por enquanto é assim mesmo, sempre atrasa.

O edital da Holanda tinha uma particularidade: em todos os outros países, você deveria ter sido aprovado pelo CNPq para depois entrar em contato com as universidades. Nós entramos em contato com as unis holandesas ANTES de saber se o CNPq bancaria a gente com a bolsa! Pois é...

Então, tínhamos até dia 30 de abril para entrar em contato com as unis holandesas e enviar documentos para a seleção interna deles lá. Isso foi beeeem complicado! A maioria das unis não sabia ainda o que era o programa e os primeiros a entrar em contato (p.ex., eu, kkk) tinham que explicar como funcionava tudo... Um saco total! E aí cada uma pedia uma lista de documentos diferente... Foi um período muito confuso, muita gente lutando contra o tempo!

Havia uma lista de cursos que a Nuffic tinha disponibilizado nesse site (http://swbholland.org/pt/internas/?page_id=9), e para mim, só havia um disponível... Fiquei com medo de não dar certo, e então descobri que não estávamos limitados a essa lista, podíamos entrar em contato com outras unis que tivessem nosso curso e perguntar se eles teriam algo em inglês (só podia ser em inglês, mesmo que vc fosse fluente em holandês...). Nessa hora... GOOGLE! Pelo amor dos céus, andem com suas próprias pernas o máximo possível! Fui no Google e achei a lista das universidades que oferecem Medicina na Holanda (eram 8) e mandei e-mail para todas, exaustivamente! kkkkkk Quase todas responderam (menos Maastricht), e a maioria não podia me receber... DESESPEROOOO! Mas duas podiam: Leiden, Groningen e Erasmus MC Rotterdam. Depois, Leiden disse que só dava a partir de fevereiro e por 6 meses, então desisti.

Fiquei com a University of Groningen e com a Erasmus Medisch Centrum Rotterdam.

O que elas me pediram de documentos? Basicamente enviei (por e-mail mesmo):

- Nota do TOEFL
- Histórico original e traduzido
- Cartas de recomendação
- Carta de motivação (dizendo pq vc escolheu aquela uni e o que vc pretende fazer e aprender lá)
- CV em inglês

O pessoal de outras unis teve que mandar outros documentos adicionais, alguns tiveram que mandar a tradução juramentada via correio para eles, ENFIM, isso vai depender da sua uni! Por isso, entre em contato o mais rápido possível com a sua uni de interesse!

A maioria dos funcionários das unis holandesas são super legais e te ajudam bastante! Também contamos com a imensa ajuda da Nuffic Neso Brazil (http://www.nesobrazil.org/), órgão que promove o ensino superior holandês no mundo todo, inclusive aqui no Brasil.

Teve muita gente que perdeu o prazo, mas as unis deram um jeitinho e todos enviaram. Até quem nem tinha mandado e-mail algum para unis antes do dia 30/04 conseguiu contato em maio, enviou docs e ainda foi aprovado! kkkkkkk Um pouco injusto, mas tudo bem!

Ninguém sabia quantas vagas seriam disponibilizadas para a Holanda, mas depois saíram alguns dados: teríamos 200 vagas e cerca de 480 concorrentes, 2.4 candidatos/vaga. (Também nos foi informado que serão disponibilizadas 200 vagas por ano até 2014 para a Holanda, então ano que vem tem mais! Eles abrirão o edital bem antes da viagem, para não dar problema de prazos com visto e etc)

Depois começamos a receber os e-mails das unis dizendo se fomos aprovados por eles ou não. Eu fui aprovada nas duas, ambas por 6 meses :/ kkkkk (estava louca para ficar 1 ano). Nesses casos, quem escolhe a universidade de destino é o CNPq.

As unis enviaram a lista de seus estudantes aprovados para a Nuffic e o CNPq mandou a lista deles também, então a Nuffic cruzou os dados e respondeu às unis quem iria para lá.

Recebi o e-mail da Erasmus MC Rotterdam antes mesmo de sair lista oficial ou de mudar alguma coisa na plataforma Carlos Chagas do CNPq (é lá onde vcs poderão ver o andamento do processo de requisição da bolsa, tudo será explicado durante a inscrição de vcs no site). 

Então uns 3 dias depois, saiu a lista! :D E começamos mais uma longa jornada com visto, moradia, caos completo! Caos maravilhoso!

Acho que foi isso, foi um longo processo, suado, cansativo... mas deu certo no final! Foram cerca de 160 aprovados para 200 vagas.

Conselhos preciosos: pesquisem muito sobre as universidade de interesse, entrem em contato com várias, perguntem todas as possibilidades de programa de estudos que vcs podem fazer, ajam! Isso depende de vocês, de ninguém mais! Seu sucesso vem do seu esforço ;) E fiquem de olho no site oficial do CsF (http://www.cienciasemfronteiras.gov.br), lendo sempre o edital milhões de vezes!

Qualquer dúvida, podem comentar aí que tentarei responder! E qualquer sugestão será ouvida.


.

6 comentários:

  1. Adorei o blog, informações super úteis!
    Como seria essa carta de recomendação? Quem tem que escrevê-la?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rayanna! Obrigada, tentarei postar sempre informações úteis pra vocês.
      Bem, quanto à carta de recomendação, eu mesma escrevi as versões em português e inglês, mandei para meus professores lerem e verem se concordavam com o que estava escrito, depois eles assinaram e me entregaram. Se você conseguir que um professor escreva, é melhor, porque ele pode ter impressões suas que você mesma não tem, mas fica melhor para eles se nós chegarmos com ela prontinha e eles só assinarem. Eu coloquei basicamente: quando esse professor tinha me conhecido na uni, quais minhas qualidades como aluna, pq seria bom pra minha uni e meu curso que eu participasse do CsF, o que me diferencia de outras pessoas, em que esse intercâmbio iria influenciar na minha vida (melhorar certas habilidades, criar outras), etc. Nada fora da realidade, mas claro q puxando uma pro seu lado! Isso na carta de RECOMENDAÇÃO. Algumas universidades da Holanda também pedem cartas de MOTIVAÇÃO, aí você vai dizer pq escolheu aquela uni, pq vc quer fazer esse intercâmbio, etc. Mais alguma dúvida?

      Excluir
    2. Valeu, Dominique! Não tenho mais nenhuma dúvida (pelo menos por enquanto, tomara q minha inscrição dê certo e aí terei diversas dúvidas!).

      Excluir
  2. Olá! Estou pensando em pedir intercâmbio pelo Ciência sem Fronteiras para a Holanda. Tive algumas dúvidas pois no edital diz que o CNPq em conjuntos com algum tipo de conselho holandês, escolherá a minha Universidade de destino. Era isso que dizia quando você precisou entrar em contato com as Universidades?
    Também lá não diz que é necessário carta de recomendação. Será que isso também mudou??
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Adriana! Bem, o que aconteceu é que nós entrávamos em contato com as nossas unis de interesse, elas nos selecionavam e no caso de duas ou mais nos aceitarem, o CNPq e a Nuffic que escolhiam (tinha isso no edital!). Foi o que aconteceu comigo, fui selecionada para Groningen e Rotterdam, eu preferia Groningen, mas vim para Rotterdam!
      No caso da carta de recomendação, quem dizia se seria necessário (a lista de documentos) seria a universidade de interesse quando você entrava em contato.
      Algo mais? :D

      Excluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir